Blogues JN Redes
 

As nossas escolhas

Obras em

Destaque

Resultados por tag: Novidade

Uma luta que remonta ao princípio de tudo

03

Agosto

2011

Publicado por Sergio_Almeida às 13:30
Tags:
0 comentários

 

 

Mesmo para um escritor tão ambicioso como Günter Grass, O pregado representou um desafio de difícil superação. Basta dizer que a acção se desenrola entre o Neolítico e a década de 70 do século passado, na Polónia.

Narrado na primeira pessoa,  o romance, com evidentes laivos antropológicos e sociólogos, pretende demonstrar quão inúteis são os confrontos entre  o homem e a mulher, já que, segundo o autor germânico, apenas a junção de esforços conduz a uma sociedade justa e equilibrada.

A acção inicia-se quando um homem pesca um pregado e descobre, atónito, que se trata de um peixe falante. A presa acaba por revelar-se um auxiliar precioso do homem, incitando-o a manusear o metal. Mas o pregado não se limita a este conselho e, ciente da influência crescente que exerce sobre o homem, vai levá-lo não só a questionar o poder dominante da mulher como a envolver-se em conflitos para estender os seus domínios.

Os nove capítulos em que está dividido o livro não se devem ao acaso. Cada um deles corresponde a um dos meses de gestação e revelam como o protagonista de O pregado vai reencarnando de geração em geração, sempre com esposas diferentes.

Oscilando entre o cómico e a crítica social despudorada, Günter Grass assinou com o presente livro, agora reeditado, um dos pontos altos da sua obra.

 

TÍTULO: O pregado

AUTOR: Günter Grass

EDITOR: Casa das Letras

PREÇO: 24 euros


publicidade

Arquivo do blogue

Fale com o autor

Sérgio Almeida: sergio@jn.pt