Resultados por tag: burro

Burro utilizado em assalto "chama" a polícia

21/01

2013

às 15:51

Gerardo Santos/Global Imagens/Arquivo
 

 

Um grupo de assaltantes que tentava furtar uma loja de conveniência, na Colômbia, foi obrigado a fugir de mãos a abanar quando o burro em que se faziam transportar começou a zurrar e a chamar a atenção da polícia.

Segundo o jornal britânico Telegraph, os três assaltantes estiveram duas horas no interior da loja, situada na pequena cidade de Juan de Acosta. Planeavam carregar os artigos furtados em Xavi, um burro de 10 anos que tinha roubado 12 horas antes.

Mas o animal soltou uma série de urros, atraindo a atenção da polícia. Os assaltantes tiveram que abandonar o animal, já carregado com vários artigos (rum, óleo, arroz, conservas), e fugir sem nada.

Fabio Orozco, o proprietário da loja, contou: “Eles entraram pelo telhado para roubar. Levaram arroz, rum, tudo”.

Xavi, o burro, foi apreendido até o dono o ir buscar à esquadra da polícia. Os bens furtados foram devolvidos ao proprietário da loja.

Castração de burros e cavalos torna-os mais fáceis de domesticar

18/11

2012

às 17:37

 

O secretário técnico da Associação para o Estudo e Proteção do Gado Asinino (AEPGA) afirmou hoje, em Miranda do Douro, que a castração de burros e cavalos torna os animais mais dóceis para quem os maneia em diferentes atividades.



"Com a experiência que fomos adquirindo com burros não castrados, devem ter apenas uma função reprodutora, já que se trata de animais com muito instinto e muito vivos. Muitas vezes quem compra burros não tem a experiência para domesticar um animal desta natureza e podem surgir problemas graves para quem os utiliza no dia-a-dia ", explicou hoje à Lusa, Miguel Nóvoa.


 

O responsável falava durante uma formação que decorreu em aldeias do concelho de Miranda do Douro e que juntou técnicos da AEPGA, veterinários e agricultores.


 

Na iniciativa foram apresentadas as razões para utilizar a técnica de castração em equídeos e asininos sem que os animais tenham qualquer espécie de sofrimento.


 

"Aconselhamos a quem adquire um burro inteiro que recorra à sua castração, para que o animal se torne mais dócil e mais fácil de domesticar, para assim poder desempenhar as suas funções na agricultura, já que quem tem burros são muitas das vezes pessoas com idade avançada e que não têm pulso para os segurar, já que se trata de animais espúrios", acrescentou o veterinário.


 

Por outro lado, o secretário técnico da AEPGA pretende que fiquem inteiros "os melhores reprodutores" e que mais se enquadram no padrão da raça asinina mirandesa, para assim fazerem a cobrição da fêmeas inscritas no Livros Genealógico da Raça do Burros Mirandês e haver a melhoria da genética dos animais, para assim serem mais valorizados.


 

"Esta cirurgia é feita aos testículos do animal, sendo efetuada sempre com a salvaguarda da saúde e o bem-estar do visado, onde são aplicadas as mais recentes técnicas cirúrgicas e recorrendo sempre a uma anestesia geral", disse Miguel Nóvoa.



Na opinião de Miguel Nóvoa o melhor período para a castração de um asinino ou equídeo é entre os 10 meses e os três anos.


Afinal, os burros não são teimosos!

14/05

2012

às 15:38

 

Foto: Rui Coutinho/Global Imagens/Arquivo

Afinal, ao contrário do que julgávamos, os burros e as mulas não são teimosos. Pelo menos essa é a conclusão de um estudo promovido pela Escola de Estudos Orientais e Africanos da Universidade de Londres.



Em declarações à edição inglesa do jornal Metro, Ben Hart, do Santuário de Burros, sublinhou que “as histórias sobre a evolução dos burros e das mulas” levou a um comportamento que tem sido mal-interpretado e que contribuiu para que eles ganhassem a fama de serem teimosos.



“O comportamento do burro é normalmente mal-entendido porque é comparado com o do cavalo, em vez de ser entendido como o comportamento de uma espécie isolada”, explicou.



“Se olharmos para a evolução dos burros domésticos e dos burros selvagens, é possível explicar a diferença de comportamentos e acabar com a sua reputação de animais teimosos”, acrescentou.



Os burros têm sido associados à teimosia desde a era antes de Cristo. Os poetas gregos Homero e Ésopo consideravam-nos criaturas “estúpidas, servis e teimosos”.

Homem diz que meretriz se transformou num burro durante a noite

26/10

2011

às 16:41

Um cidadão do Zimbabué contou ao tribunal que contratou uma meretriz que durante a noite se transformou num burro e agora está “perdidamente apaixonado pelo animal”, de acordo com a Associated France Press.



“Acho que também sou um burro. Não sei o que se passou quando saí do bar, mas estou seriamente apaixonado pelo burro”, explicou Sunday Moyo, ao jornal “Herald”.



Sunday Moyo, de 28 anos, foi detido na segunda-feira na cidade de Zvishavane, a cerca de 300 quilómetros da capital do país, Harare.



O homem referiu que pagou cerca de 70 cêntimos por uma meretriz e que ficou surpreendido quando, na segunda-feira, o acusaram de ter tido sexo com um burro.



Moyo foi acusado de bestialidade. O tribunal ordenou que fosse sujeito a uma avaliação psiquiátrica.

Tags: ,
0 comentários

Manolo é o burro mais rápido de Espanha

10/08

2011

às 15:10

Chama-se Manolo e é o burro mais rápido de Espanha. Assim o demonstrou na corrida de burros que há 60 anos se realiza em Escairón, por ocasião das festas anuais, conta La Vanguardia. Manolo impôs-se a Ferrari, o asno que tinha vencido as três edições anteriores.

Tags: ,
0 comentários

Morreu Anapka, a burra-voadora

04/02

2011

às 17:35

 

Anapka, a burra que no verão passado ficou mundialmente conhecida depois de ter sido obrigada a voar de pára-quedas sobre as praias da região russa de Krasnodar, morreu, segundo a edição de hoje The Moscow News. O animal estava doente desde Dezembro e morreu poucas semanas depois na instituição onde foi acolhida. A causa da morte foi um ataque cardíaco.

 

Depois de descoberto o seu paradeiro e de ter sido resgatada pelo jornal inglês The Sun, Anapka foi acolhida na Escola de Equitação do Kremlin, onde lhe foram oferecidas as melhores condições: uma dieta equilibrada de fruta e vegetais, água limpa, massagens, cuidados médicos e até a oportunidade de apanhar banhos de sol. No outono, foi decidido transferi-la para outro estábulo, onde passou a ter a acompanhia de outros burros.

 

Segundo explicou à agência de notícias Ria-Novosti a médica veterinária Iúlia Dobrovolskaia, Anapka tinha deixado de comer, apesar de todos os cuidados que lhe estavam a ser prestados. "Fazer voar um animal sem anestesia é pura tortura e provoca um forte stress, que pode levar à morte", acrescentou Olga Bogdanova, directora de uma clínica veterinária na capital russa.

 

Como Os Bichos deu conta na altura, Anapka foi obrigada a voar de pára-quedas sobre o Mar de Azov no dia 19 de Julho, no âmbito de uma campanha de publicidade promovida por um empresário. Chocados com o episódio, vários banhistas telefonaram à polícia a denunciar o caso. Contudo, os proprietários e promotores da campanha não foram acusados, uma vez que o animal não sofreu quaisquer danos físicos.

 

Recorde o caso aqui.

Tags: ,
0 comentários

Eeyore é o burro mais velho do mundo

26/01

2011

às 10:17

 

Nasceu no ano em que os russos enviaram o Sputnik para o espaço - 1957 -, o que significa que tem 54 anos. Isto faz de Eeyore o burro mais velho do mundo. De acordo com o Mail Online, o actual dono de Eeyore, Selwyn Demmy, encontrou-o a vaguear triste, depois de os seus dois companheiros, duas lamas, terem morrido num incêndio. Decidiu, por isso, levá-lo para o seu santuário animal em Cheshire, Inglaterra, onde Eeyore tem agora a companhia de duas cabras, Andy e Pandy. Apesar da idade (os burros vivem, em média, entre 25 a 30 anos), Eeyore possui ainda todos os anos, embora estes tenham crescido um pouco mais e estejam saídos para fora.



Selwyn Demmy, 78 anos, tem vindo a recolher toda a informação que confirme a idade de Eeyore para que este seja considerado oficialmente o burro mais velho do mundo. Actualmente, o título é detido por Suzy, que morreu no Novo México em 2002 com 54 anos.

Tags: ,
0 comentários

Nasceu a primeira "zeburra" dos EUA

14/08

2010

às 11:23

É a primeira “zeburra” da história dos Estados unidos da Amércia e nasceu recentemente do Centro de Preservação da Vida Selvagem de Chestatee, no norte do estado da Geórgia. A cria resulta do cruzamento de uma burra com uma zebra macho e é uma espécie extremamente rara. Do pai herdou as riscas pretas nas patas e no focinho; da mãe, a cabeça e o corpo de burro.  Os técnicos do Centro de Preservação ficaram surpreendidos quando a cria nasceu. Mas, contrariamente ao que se possa pensar, não é o primeiro caso na história da Humanidade. Em 2005, uma zebra deu à luz um “zeburro” nos Barbados e na década de 70, três “zeburros” nasceram num zoológico europeu, também do cruzamento de uma burra com uma zebra macho. C. W. Wathen, director e fundador do Centro de Preservação da Vida Selvagem de Chestatee, contou à imprensa americana que “há mais de 40 anos que os animais vivem em conjunto na reserva e nunca nada do género tinha sucedido”. “Nunca suspeitámos que eles se tivessem cruzado, por isso, ficámos bastante surpreendidos quando a cria nasceu”, acrescentou. O mesmo responsável adianta que a “zeburra” tem o feitio do pai. “Normalmente, os burros deitam-se ao sol, mas ela prefere ficar todo o tempo em pé, como se estivesse alerta contra os predadores. Tem muitos instintos selvagens”.

Tags: , ,
0 comentários

Sem ideias para prendas? Ofereça um burro!

04/08

2010

às 16:57

Um burro pode ser uma bela prenda, assegura a Associação para o Estudo e Protecção do Gado Asinino (AEPGA), que propõe que os jumentos passem a integrar as listas de ofertas de natal ou de aniversário. O objectivo é preservar a raça do burro mirandês, em perigo de extinção, e a sugestão da Associação surgiu no decurso do passeio "L Burro i L Gueiteiro" (título em língua mirandesa que significa o Burro e o Gaiteiro), que percorre Terras de Miranda do Douro desde domingo e termina amanhã.

 

Quem quiser aderir à proposta deve contar com um investimento que pode ir dos 350 aos 1200 euros. Os burros mais baratos são os jovens machos, acabados de desmamar, com cerca de seis meses de idade e um valor de mercado entre os 350 e os 500 euros, explicou Joana Braga, da AEPGA, à agência Lusa. Já as fêmeas com a mesma idade atingem valores muito superiores, de 900 a 1200 euros.   

 

Outro dirigente da AEPGA, Miguel Nóvoa, disse aguardar que a ideia resulte e considera-a "uma forma de preservar o património genético do burro mirandês". Actualmente, existem na região de Miranda do Douro cerca de 800 fêmeas em idade de reprodução, mas, como metade desses animais tem "idade avançada", os dirigentes da AEPGA consideram que o número de burras não é suficiente para assegurar a sobrevivência da espécie.

 

Por outro lado, os machos "inteiros" - não castrados e com capacidade reprodutora - são apenas 25, mas isso deve-se ao carácter agressivo dos burros, que têm nas dentadas e nos coices perigosas armas de ataque, o que leva os donos a castrá-los, justificam os elementos da associação protectora do gado asinino, como são designados cientificamente os burros mirandeses.

 

O passeio de burros, que decorreu ao longo de cinco dias, teve a particularidade de juntar habitantes das aldeias do planalto mirandês com forasteiros, ávidos de conhecer a realidade rural da região transmontana."Agora toda gente tem tractores, os burros são pouco utilizados na lavoura", desabafou Augusto Martins, de Fonte da Aldeia, uma das localidades mirandesas que viu passar os burriqueiros".

 

Para Joana Castro, uma jovem que se deslocou do Porto para participar no passeio, a música tradicional e a cultura do nordeste transmontano foram os principais estímulos para a viagem. "É a primeira vez que venho ao passeio. Despertou-me a forma como as pessoas conservam os seus valores e a raiz cultural", afirmou a "burriqueira", como são conhecidos os participantes na marcha com os asnos.

 

Sofia Carvalho, outra participante, considerou o passeio "uma espécie de viagem a um mundo onde tudo corre de forma natural". "A iniciativa serve para que as pessoas do mundo rural tenham a oportunidade de conviver com outras pessoas vindas dos grandes centros urbanos do país," sintetiza Miguel Nóvoa.

0 comentários

Polícia russa encontrou "burro pára-quedista"

22/07

2010

às 20:46

 

A polícia russa já localizou o burro que, na semana passada, foi obrigado a fazer pára-quedismo sobre as praias do Mar de Aznov para promover uma empresa do ramo e garante que o animal está bem de saúde, noticia hoje a Associated France Press. De acordo com o porta-voz da polícia de Krasnodar, entidade que levou a cabo a investigação, “o burro, ou melhor, a burra, foi encontrada junto do seu proprietário. Os veterinários examinaram-na e concluíram que clinicamente está bem de saúde”.


Os defensores dos direitos dos animais, contudo, continuam descrentes, uma vez que um jornal local referiu que a aterragem na água foi muito violenta e que a burra “parecia meia morta”. O porta-voz da polícia referiu que o proprietário, que vive na região, contou que nada de mal aconteceu à burra e que está satisfeito por ter “divertido os banhistas”

Tags: ,
0 comentários

Burro obrigado a fazer paraquedismo para promover empresa russa

20/07

2010

às 22:04

A polícia russa está a investigar um caso de violência contra um burro, que está a chocar os turistas que se encontram nas praias do sul do país, relatou hoje a agência de notícias Associated France Press (AFP). O caso aconteceu na semana passada na vila de Golubitskaya, na região de Krasnodar, quando um grupo de empresários decidiu promover uma empresa de páraquedismo com uma campanha publicitária que consistiu em atar um burro a um pára-quedas e a pô-lo a sobrevoar as praias no Mar de Azov. Testemunhas contaram à AFP que o burro guinchava de medo. O animal acabou por cair na água e ser puxado para terra.

 

Larisa Tuchkova, porta-voz da polícia local, contou que “o burro gritava e as crianças choravam”. Acrescentou que ninguém se lembrou de chamar a polícia, mas que muitos turistas tiraram fotos e telefonaram para os jornais a denunciar o caso. Televisões locais conseguiram ainda filmar os promotores da campanha a atarem o burro ao pára-quedas e a uma lancha, perante o olhar incrédulo dos banhistas. Assim que o barco se colocou em movimento, o burro foi arrastado a alta velocidade, até começar a subir ao céu. Segundo o Taman, um jornal local, o burro caiu de forma violenta na água. “O animal foi arrastado durante vários metros, antes de ser retirado da praia em péssimas condições”, relatou o periódico.

 

Um outro responsável policial, Denis Yegorov, contou que o proprietário do animal abandonou a cidade e levou o burro, estando agora a ser procurado. Os responsáveis podem ser acusados de crueldade contra animais, o que na Rússia é punido com penas de prisão até dois anos. 

 

Tags: ,
0 comentários

Que horas são?

08/07

2010

às 19:02

 

Tags: ,
0 comentários

publicidade

Arquivo de artigos

Fale com o autora

envie os seus conteúdos para: fmariano@jn.pt

blogues associados

publicidade

Global Notícias SGPS, S.A. Todos os direitos reservados.