Resultados por tag: pinguim

500 pinguins encontrados mortos no Brasil

14/07

2012

às 14:29

 

Cerca de 500 pinguins foram encontrados mortos ao longo de 50 quilómetros da costa do estado brasileiro de Rio Grande do Sul, revelou sexta-feira a imprensa brasileira.



Os animais foram localizados por populares no mar entre os municípios de Quintão e Tramandaí, no extremo norte do estado, tendo as autoridades sido avisadas de imediato.



Efetivos das autoridades ambientais e do Centro de Estudos Costeiros recolheram amostras para determinar a causa da morte dos animais, cujas conclusões serão divulgadas dentro de um mês.



Durante os meses de inverno no hemisfério sul os pinguins migram desde a Patagónia até ao norte para fugirem às baixas temperaturas e procurar alimento, mas durante o trajeto muitos animais morrem.


Tags: ,
0 comentários

Jovens britânicos roubam pinguim no Sea World da Austrália

22/04

2012

às 14:53

 

Três cidadãos britânicos entraram clandestinamente no Sea World, na Austrália, na semana passada, embriagados, nadaram com os golfinhos e furtaram um pinguim. Às autoridades, garantem não se recordar de nada do que fizeram nessa noite, embora haja um gravação em video que faz prova dos seus atos nos tribunais australianos.



De acordo com o jornal britânico Daily Mail, os três jovens, naturais de Gales e com 18, 20 e 21 anos, entraram ilegalmente no complexo, nadaram seminus com os golfinhos e, finalmente, levaram para casa um pinguim chamado Dirk.



Segundo contaram à polícia, quando acordaram no dia segunite e viram a ave aquática no quarto que ocupavam no complexo turístico, em Queensland, decidiram desfazer-se dela, colocando-a num canal infestado com tubarões. O pinguim foi resgatado por um casal que assistiu a tudo e ficou preocupado com ele.



Entretanto, a polícia conseguiu identificar os três jovens depois de um deles ter contado na sua página no Facebook que tinham furtado um pinguim do Sea World. Os três terão que se apresentar em tribunal no dia 2 de maio. Estão acusados de entrar ilegalmente em propriedade privada e de furtarem uma espécie animal protegida.

 

=3&hl=pt_BR">

Tags: ,
0 comentários

Casal de pinguins homossexuais separou-se

14/12

2011

às 20:12

 

O famoso casal de pinguins homossexuais residente no Jardim Zoológico de Toronto, no Canadá, separou-se depois de um deles se ter enamorado de um pinguim fêmea. A relação entre Buddy, de 20 anos, e Pedro, 10 anos, durou um ano, como já contámos aqui.



De acordo com os tratadores, citados pela edição inglesa do jornal Metro, tendo em conta que se trata de uma espécie animal em perigo, o casal foi separado para que encontrassem uma parceira e reproduzissem.



A princípio, os dois amigos sentiram a separação, mas, em apenas três dias, Buddy parece ter esquecido por completo tudo o que viveu com Pedro e enamorou-se de uma fêmea.



Antes da relação com Pedro, Buddy teve uma parceira durante 10 anos, com a qual teve vários filhotes. Pedro ainda não tem descendentes, embora esteja a tentar atrair a fêmea Thandiwey. Até agora, sem sucesso.

Tags: ,
0 comentários

Pedro e Buddy, dois pinguins macho muito apaixonados

09/11

2011

às 19:27

 

Buddy e Pedro, dois pinguins africanos do Jardim Zoológico de Toronto, no Canadá, são tão inseparáveis que os tratadores começaram a notar neles sinais de quererem acasalar, como o jornal “The Star”.



Há outros casos de pinguins gay, por exemplo, nos jardins zoológicos de Nova Iorque (EUA), do Japão e da Alemanha. Há alguns anos, foi feita uma experiência com Roy e Silo, dois pinguins macho do Central Park Zoo em Nova Iorque chocaram um ovo juntos e criaram o pintainho, baptizado Tango.



Mas em Toronto, a relação entre Buddy e Pedro está prestes a terminar porque eles têm um dever a cumprir. Os responsáveis do zoo vão separá-los para que possam acasalar com fêmeas e procriar, trabalhando, desta forma, para o salvamento da espécie, que corre risco de extinção.



Buddy, de 20 anos, e Pedro, de 10, estão em Toronto no âmbito de uma exposição sobre pinguins africanos, que abriu ao público em Maio. Os dois, criados em cativeiro, fazem parte de um grupo de 12 exemplares – seis machos e seis fêmeas – que foram de vários zoos americanos para os EUA.



Buddy e Pedro são originalmente do Jardim Zoológico de Toledo, no Ohio, e mantiveram um relacionamento muito próximo quando chegaram a Toronto. Os cientistas não utilizam a palavra gay ou hetero quando se referem à orientação sexual de animais.



Durante o dia, os 12 pinguins divertem-se a brincar e a nadar numa piscina com janelas subaquáticas para o público ver. Mas à noite, Buddy e Pedro recolhem-se sozinhos e dormem juntos. “Eles fazem todo o ritual de cortejo e acasalamento que qualquer macho faz a uma fêmas”, contou, ao mesmo jornal, um dos vigilantes do zoo.



“Tudo isto é uma novidade para nós”, acrescenta outro guarda. “É um assunto delicado, mas eles parecem mesmo ter uma relação amorosa”, acrescenta Joe Torzsok, director do zoo de Toronto.

 

Tags: ,
0 comentários

Pinguim imperador que se perdeu na Nova Zelândia está de regresso a casa

05/09

2011

às 19:15

 

Happy Feet, o pinguim imperador que se perdeu e foi parar a uma praia da Nova Zelândia, voltou às águas do Antártico no sábado, segundo a edição inglesa do jornal Metro. O pinguim foi lançado ao oceano em Campbell Island, a sul da Nova Zelândia, mais de dois meses depois de ter dado à costa.



A sua libertação, a partir da embarcação de pesquisa oceanográfica Tangaroa, correu bem, tendo em conta que a ondulação na altura atingia os oito metros. No entanto, Happy Feet precisou de um incentivo extra para se lançar à água.



“Tive que lhe dar um pequeno toque nas costas”, conta a médica veterinária Lisa Argilla. Só então Happy Feet escorregou até à água. Depois de um breve olhar para as pessoas que se encontravam no barco, mergulhou e desapareceu.



“Fiquei muito feliz ao vê-lo ir”, sublinhou Lisa Argilla. “Ele nadou para longe, não se importando mais connosco”.

 

Tags: ,
0 comentários

Pinguim imperador perdeu-se e foi ter à Nova Zelândia

26/06

2011

às 20:00

 

Um jovem pinguim imperador perdeu-se e acabou por ir parar a uma praia da Nova Zelândia, a cerca de três mil quilómetros das águas geladas da Antártida, segundo o Daily Mail. Há cerca de duas dezenas de colónias de pinguins na Antártida, mas em 44 anos, é a segunda vez que uma destas aves dá à Costa na Nova Zelândia.



O jovem pinguim foi encontrado por uma mulher que passeava o cão na praia Peka Peka, em North Island. “Foi muito estranho vê-lo a sair da água”, contou Christine Wilton. “Até pensei que estava a ver coisas”.



Os conservacionistas consideram que esta foi uma viagem verdadeiramente incrível para um pinguim tão jovem, que deverá ter cerca de 10 meses de idade. A explicação mais plausível para esta verdadeira aventura é o facto de o animal se ter perdido quando procurava comida. O pinguim imperador – espécie descoberta no século XIX pelo capitão James Cook – estaria à procura de lulas quando se perdeu por entre os blocos de gelo da Antártida.



Os peritos colocam também como hipótese o facto de a ave estar a descansar num bloco de gelo, que acabou por deslocar-se para norte, antes de o pinguim ter decidido mergulhar em direcção a terra seca. Os pinguins imperadores nadam a cerca de 15 metros por hora. Mas como terá precisado de descansar e como não conseguiria nadar a essa velocidade todo o tempo, a sua viagem deverá ter durado mais de um mês.



Os médicos veterinários do jardim zoológico de Nova Zelândia, para onde o animal foi transportado, dizem que ele ele tinha o estômago tão cheio de areia que esta chegava ao esófago. “Na Antártida, normalmente eles comem gelo para arrefecerem e hidratarem-se”, explicou, à CNN, Kate Baker, porta-voz da instituição. “É possível que ele tenha confundido ou tentado substituir a neve e o gelo por areia”.



Lisa Argilla, uma das médicas veterinárias, acrescentou que a sua maior preocupação se prende precisamente com o facto de o pinguim ter o estômago cheio de areia. “A areia tem desgastado o estômago e pode provocar uma ruptura”, explicou.



Os habitantes da Nova Zelândia baptizaram a ave de “Happy Feet”, em homenagem às personagens do filme com o mesmo nome, laçado em 2006, e que falava dos pinguins imperadores.

 

         

Tags: ,
0 comentários

Pinguim sem penas recupera graças a fato de surfista

12/04

2011

às 10:30

  Foto: Jurong Bird Park

Uma pinguim da espécie Humboldt, que vive no Jurong Bird Park, em Singapura, e que desde o ano têm vindo a perder todas as penas do corpo, está a adaptar-se a um fato de surfista feito especialmente para ela para que possa continuar a nadar. A utilização do fato faz parte de programa holístico de tratamento, que inclui ainda o uso medicamentos que ajudem as penas a crescer saudavelmente.



Belle, assim se chama a pinguim, tem 10 anos e desde o ano passado que sofre de queda anormal de penas, que rapidamente se espalhou do pescoço para o resto do corpo. A mudança de penas é um ciclo normal nas aves, ocorrendo uma vez por ano e sempre antes da época de acasalamento. Quando os pinguins não mudam de penas, estas começam a desgastar-se e a expor a penugem e a pele. São raros os casos em que estes animais ficam totalmente sem penas, estando na sua origem situações de stress, infecções ou desequilíbrios hormonal, como aconteceu com Belle. Nestes períodos, os pinguins não entram na água porque não conseguem nada. As penas protegem-os do frio, mas também os ajuda a flutuar. Por isso, alguns técnicos do Jurong Bird Park lembraram-se de adaptar um fato de surfismo, que Belle já utilizada há cerca de dois meses.



“Durante a pesquisa que fizemos, ficámos a saber que a Academia Californiana de Ciências, em São Francisco, e o Marwell Wildlife, no Reino Unido, têm tido resultados muito satisfatórios na utilização destes fatos em pinguins que têm uma perda total das penas. Estes fatos funcionam como uma espécie de cobertura natural, protegendo-os do frio e e da água”, explica, em comunicado, Angelina Lopes, uma das técnicas envolvidas no tratamento de Belle.



Os resultados até agora obtidos têm sido bastante satisfatórios. Já começaram a nascer penas no pescoço e no peito. Segundo a veterinária do parque, Melodiya Magno, a boa adaptação ao fato e a medicação estão a contribuir para a melhoria de Belle. Desde que ficou doente, Belle foi afastada dos restantes pinguins, uma vez que não acolhiam bem. Uma reacção normal entre as colónias, uma vez que um pinguim doente é um autêntico chamariz para os predadores. Agora, com o seu novo fato, Belle já nada diariamente 20 minutos junto dos seus companheiros. “Ela parece muito mais feliz, mais confiante e recupera o seu comportamento habitual”, sublinha a médica veterinária.

    

Foto: Global Animal

0 comentários

ZooTube de Edimburgo é o grande sucesso de Inverno

06/01

2011

às 15:10

 

Os pinguins do Jardim Zoológico de Edimburgo, na Escócia, tornaram-se a nova estrela sensação da internet este inverno. Graças ao sistema de videovigilância instalado no parque – já baptizado por alguns internautas como ZooTube – é possível acompanhar minuto a minuto a vida da comunidade de pinguins Gentoo (a ave mais rápida do planeta debaixo de água, que se distinguem pela mancha branca na cabeça e pelo bico de um laranja vivo), de acordo com o Mail Online.



No Natal e no Ano Novo, o Zoo de Edimburgo esteve fechado, mas foram várias pessoas quem, um pouco por todo o mundo, puderam ver estes pinguins a brincar, a nadar e a mergulhar na piscina. Vários utilizadores do Twitter descrevem o ZooTube como sendo “o que de melhor existe na internet”, admitindo até ter invjea da boa vida dos pinguins.

 

O ZooTube tornou-se de tal forma popular, que o elevado número de pessoas que tentou ligar-se ao canal provocou um congestionamento do site. Quem quiser acompanhar o dia-a-dia destes pinguins poder clicar aqui. Tenha apenas atenção de que a câmara não tem sistema de visão nocturna.

Tags: ,
0 comentários

A galinha que julga ser... um pinguim

03/08

2010

às 17:49

 

Um agricultor chinês tem uma galinha que pensa que é... um pinguim. Mumble, assim se chama o galináceo, em vez de esgaravatar na terra e de dormir no poleiro à noite, bamboleia-se de um lado para o outro como se fosse um pinguim. Apesar de viver junto de outras galinhas, Mumble não consegue evitar comportar-se dessa maneira.



De acordo com o site Orange News, Lu Xi comprou Mumble quando ela era ainda um pintainho e garante nunca a ter visto a esvoaçar. “Ela tem asas curtas, como os pinguins, que estica quando anda”, contou o agricultor. “Acho que é por isso que ela não voa”.



Os meios de comunicação social da província chinesa de Jiangsu apelidaram-na de Mumble, em homenagem ao pinguim do filme “Happy Feet”, que por não saber cantar, dançava. Lu Xi contou que nunca viu o filme, mas que o nome lhe agrada. “Apesar da minha galinha não dançar, nem sequer conseguir nada”, acrescentou.



A família de Lu Xi afeiçoou-se de tal forma a Mumble que se recusa a matá-la e a cozinhá-la.

0 comentários

publicidade

Arquivo de artigos

Fale com o autora

envie os seus conteúdos para: fmariano@jn.pt

blogues associados

publicidade

Global Notícias SGPS, S.A. Todos os direitos reservados.